segunda-feira, 26 de março de 2018

Caso de passeio milionário de Carolina Cruz e Daniel Arenas toma um novo rumo

A apresentadora e o ator foram vitimas de roubo e sequestro em 2007. James Eduardo Vargas Prieto declara que foi ele o responsável e não José Fábio. Essa último levou 11 anos tentando provar sua inocência.

fonte
Em 2007 todas as páginas de notícias foi invadida com a notícia de que o ator Daniel Arenas e sua então namorada, a apresentadora Carolina Cruz foram vítimas de roubo seguido por sequestro. Isso aconteceu após o casal comprar um passeio milionário no norte de Bogótá. 


fonte


Não demorou muito para as autoridades abrir uma investigação sobre o caso e um suspeito aparecer. Tratave-se de um homem chamado José Fabio Cano, a quem identificaram como "El Rey Del Paseo Milionario". Em setembro de 2011 José Fabio foi condenado a 40 anos de prisão pelos crimes de sequestro. extorsão agravada, roubo qualificado e conspiração para cometer um crime. Atualmente ele está preso na prisão Acacias, no departamento de Meta. 

Entretanto, este homem que hoje está com 55 anoss, passou os últimos 11 anos dizendo e tentando provar que é inocente. Em uma conversa com o programa "Testigo Directo", Diana Correador, a esposa de José garantiu que dos depoimentos judiciais, a própria Carolina Cruz reconheceu que ele não era o homem que havia roubado e sequestrado Daniela Arenas e ela. 

James Eduardo Prieto é quem seria o verdadeiro culpado para este crime. O homem declarou que Cano não tem nada a ver com os acontecimentos.

"É injusto o que estão fazendo com esse senhor. Eu cometi o crime, o culpado sou eu"., disse Vargas Prieto ao Testigo Directo.


Além de confessar a autoria e culpa nos fatos, Vargas deu detalhes sobre os acontecimentos. 

"Eu escolhi movê-los de seus veículos para os nossos, ela eu coloquei atrás e ele eu sentie no chão. Sempre com armas intimidando-os verbalmente (...) faço roubous em 92 com a Avenuda Circuvalar. Optei por fazer o caminho ao longe de uma hora e deixa-los no barro de La Alambra,", declarou.


Jennifer Morales, advogada do projeto "Inocence da Universidade Manuela Beltran", que decidiu investigar o caso, disse que a Suprema Corte decidiu rever o caso.

"No caso de uma revisão ser admitida e uma decisão ser dada quando a causa é declarada fundada, o julgamento pode ser reaberto, a nova evidência é levada a júizo, nesse caso a declaração de James poderia abosorver José Fabio de qualquer culpa", excplicou Jennifer.


Já James diz que confessou o crime para que deixem Fabio Cano em liberdade, pois esse é inocente e não merece pagar pelo crime que ele cometeu.

"Antes de tudo peço perdão para Carolina Cruz, Daniela Arenas, Tito Fernando Meza, a socieadade e a minha família. Estou dando essa declaração porque tem uma pessoa inocente pagando por algo que eu fiz", desculpou-se James Eduardo.

O homem ainda declarou que não se importa com com a quantidade de anos que poderá ser condenado, pois já se encontra preso por outros crimes. 








1 comentários:

Rob Camilotti disse...

Gente, esse caso é tão surreal que a própria história toda daria uma novela mexicana. E olha que faria sucesso pq não faltam reviravoltas.

Postar um comentário

Veja Também

Topo